Não é mais uma lista de como ser produtivo e evitar a procrastinação


Pra vida como freelancer funcionar é mais que importante saber o limite entre lazer e procrastinação. Apesar de eu ver no meu feed de notícias uns 3000298 posts por dia de como ser mais produtivo ou como evitar a procrastinação,, é muito difícil eu me identificar de verdade com algum deles. É difícil porque eles sempre colocam listas de como melhorar a sua rotina ou como planejar o tempo, mas dificilmente levam em conta a individualidade de cada um em relação a ter uma dificuldade imensa em planejar o tempo.

Eu vejo disciplina como uma das chaves da produtividade, mas disciplina não significa, necessariamente, entregar as coisas prometidas dentro de uma rotina pré-definida, e sim entregar as coisas dentro do prazo pré-definido. Se você não consegue seguir uma rotina não se desespere achando que isso significa que você não tem disciplina.
 
Ontem eu estava ouvindo um nerdcast (<3 desde 2009) sobre empreendedorismo em que o Flávio Augusto, um dos únicos bilionários self made (não herdeiro, que construiu tudo sozinho) do Brasil, diz não ter disciplina, mas ele complementa dizendo que cumpre os prazos, mesmo que dentro de um avião à 1 hora da manhã.

Produtividade e a tal da disciplina, pra mim, têm a ver com o meu humor. Posso estar com a rotina da Pugliesi que for, se a minha cabeça não estiver afim de funcionar, não tem ritalina ou rotina saudável pra mente que faça ela se manter focada sem viajar que sou um personagem de Game of Thrones ou vislumbrar um próximo date com o crush.

Mas e aí? como evitar procrastinar?

Bom, depois de seguir muitos tutoriais falhos pra tentar manter o que eu chamo de ¨humor produtivo¨ em alta, descobri que o ambiente faz toda a diferença. E em ambiente eu incluo as pessoas, a trilha sonora, a iluminação e a vista.

Eu moro em um lugar super agradável, verde e silencioso, mas não consigo me concentrar por nada quando estou lá, porque não moro sozinha, e se me sinto minimamente na obrigação de fazer um social com alguém eu não consigo mais focar (eu tenho Déficit de Atenção e quando foco me desligo do mundo, mas quando perco esse foco e vou parar em Nárnia também é muito, mas muito difícil voltar). A mesma coisa quando eu estava trabalhando de casa e sentia que meus pais não entendiam que aquilo era trabalho, aquilo me deixava meio frustrada e eu acabava perdendo o foco também. Fora que nesses ambientes onde você conhece alguém sempre vai tocar um telefone, ou alguém vai te chamar pra conversar, ou sua mãe vai precisar de uma ajuda de repente e quebrar a sua linha de raciocínio e te desanimar de continuar os planos daquele dia.

Qual a solução que tem funcionado pra mim?

Espaço de co-working! Eu tenho vindo trabalhar todos os dias no Jack and Jacks, na Lagoa da Conceição em Floripa. A trilha sonora é ótima, e eu acho até bem bom ser coisas diferentes da minha playlist. Surpresas e novidades sempre foram estimulantes naturais pra mim. Além disso, você não conhece ninguém que vai te perturbar durante os momentos de foco, e ao ver todo mundo focado e trabalhando, você se sente meio que contagiado pelo mindset de ambiente de trabalho. Além de que, como o meu objetivo é sair da categoria freelancer e entrar na categoria empreendedora nômade-digital, estar em um ambiente em que as pessoas trabalham e dão certo nesse lifestyle é muito motivador. Estar cercado de pessoas que te motivam e te provam na prática que isso funciona é bem diferente de estar envolto de pessoas falando que seu objetivo é muito difícil ou impossível de ser alcançado. O único ponto baixo é que vou virar uma bola de tanto comer bolo de cenoura aqui.

Enquanto eu escrevi esse post, em em média uns 14 minutos, tocou essa música aqui,essa música aqui e essa aqui.

Vista do ¨escritório¨
coworking-lagoadaconceicao

Outra coisa que funciona pra minha produtividade é viajar! Não posso pisar em um aeroporto que me dá um surto de inspiração, me instiga uma vontade de viajar a negócios, de conhecer pessoas, inovações, tecnologias, e vejo todas aquelas pessoas e imagino elas dentro de todas essas situações e penso ¨eu também quero viver isso¨. Fui também a um restaurante bem delicioso jantar com a minha irmã e amigas de infância em Sampa, em Pinheiros, semana passada, e também pensei ¨quero poder ter mais desses momentos, e pra isso preciso de mais dinheiro¨.

Essa interferência do ambiente misturado a um sonho com o futuro e foco no mesmo é o que mantém produtiva! Foco não é questão de rotina ou remédio, mas de vislumbrar um resultado e um recompensa no que você está produzindo e não tirar a mente disso, não deixar nenhum pensamento negativo interferir até você dar qualquer pequeno passo pra alcançar esse objetivo. Estar no ambiente certo me ajuda a manter esse estado mental sem querer desistir ou ser dominada pelo medo.