Uma reflexão que talvez dê um gás


Um post escrito sem pensar em muitas regras de produção de conteúdo ou SEO, mas que eu espero que ajude quem trava na hora de criar algo novo. Eu já comecei 2 projetos, não desisti nem concluí nenhum deles, e agora estou indo pro terceiro. Vou detalhar todos eles em outro post, agora vamos à questão do bloqueio criativo.

É muito triste quando você tem muitas ideias, conta pra todo mundo super empolgado e, quando vê, o tempo voou e você ainda não teve o retorno esperado. Isso já aconteceu comigo, e hoje, sentada aqui no Café Cultura da Lagoa da Conceição em Floripa, nessa tarde linda de segunda-feira, e, de novo, travando no meio do processo de criação, tive uns insights de por quê isso acontece.

Quem vê de fora acha que é só ¨fala demais e não faz nada¨, mas a realidade é que eu estou sempre fazendo, mas nunca acho que está bom o suficiente, ou não sei se estou indo pelo caminho certo por não me identificar com algumas questões tipo burocracias financeiras, e sim, admito, morro de medo de críticas. Acho que se você tem uma mente idealista e acelerada como eu vai se identificar.

Hoje estou aqui fazendo esse post, tentando concluir algo simples, e vou listar os maiores obstáculos que aparecem na rotina de uma mente inquieta e me ferram na hora de manter o foco em certo estágio da criação de um negócio online.

DISTRAÇÕES FORA DO PLANEJAMENTO

Você agenda o seu dia pra concluir 3 tarefas. Aí alguém te liga, te manda um whats, a timeline sobre Game of Thrones fica interessante, surge um barulho de obra inesperado do vizinho, sua mãe te pede um favor muito urgent, um e-mail de alteração URGENTE da cliente surge ou simplesmente te dá uma cólica. Aposto que pelo menos uma vez por semana alguém se depara com um imprevisto externo ao planejamento, se atrasa e de quebra se desmotiva depois pela sensação de não ter conseguido cumprir o que tinha se prometido.

IDEIAS MIRABOLANTES FORA DO PLANEJAMENTO

Isso me atrasa MUITO. Eu começo com mil ideias, 700 delas em um nível meio surreal de execução, 300 em nível pé no chão. Coloco no papel e até aí tudo lindo. Começo a executar, e aí começa a vir o medo de me dar muito trabalho e nenhum retorno. Eu tenho a mente bem acelerada, muito mesmo, e sei exatamente quais as causas disso, que fica pra outro post. Começo a criar uma coisa e, de repente, essa coisa se ramifica em outras milhões quando eu começo a colocá-la em prática. O problema é que esses milhões de galhinhos criativos não estavam no meu plano inicial, e eu não consigo simplesmente ignorá-los ou guardá-los pra depois e manter o plano inicial.

EMPACAÇÕES TÉCNICAS

Esse post, por exemplo, não estava nada no meu planejameto de hoje. Esse post não estava em planejamento nenhum. O que eu tinha em mente era terminar o blog e a loja e depois começar com conteúdo. Hoje eu ia configurar a loja, mas tenho que esperar o Dreamhost autorizar o registro do domínio novo, não estou coma tablet pra fazer nada gráfico e visual, bateu a ansiedade e medo de perder tempo, e resolvi fazer o post sobre isso.

ATROPELAR TASKS

Estou lendo um tutorial de como instalar uma fonte, aí de repente aparecem mil artigos sobre e-mail marketing na minha frente e eu começo a ler todos e a inchar meu cérebro com coisas que eu não estou aplicando, ou começo a aplicar mas aí paro no meio o que eu tinha começado antes, fazendo uma coisa que não estava nos meus planos daquele dia.

PERDER HORAS LENDO ARTIGOS E NÃO FILTRAR NADA

Bom, acho que já falei no tópico acima. Sugestão pra quem sofre disso: mantenha sempre um EVERNOTE aberto, e anote pelo menos tópicos do que pode ser útil mais pra frente e com os links do lado. O dia que você parar pra trabalhar apenas com email marketing você abre lá de novo e passa o dia só configurando e lendo aquilo.

O TAL DO ¨VOU DORMIR PRA ESQUECER¨

ou entrar no whats, ou ver uma série, ou qualquer outra coisa mega improdutiva pra desviar a sua mente do desespero e ansiedade que é se ver travado em projeto e não conseguir sair do lugar. Aí passa outro dia, e você não fez nada que impactasse algum ser humano de alguma forma, ou que mudasse a sua vida, ou sua conta bancária, ou sua autoestima e senso de utilidade no mundo, e adiciona assim mais um quilo pro pesinho da ansiedade que você carrega diariamente nas costas.

MEDO

Sempre que todas essas coisas acontecem eu tenho tendência a simplesmente querer desistir e dormir. Penso ¨não vou conseguir nunca sozinha¨ ou ¨não estou conseguindo focar agora¨. E é tudo uma grande autosabotagem do medo. Eu sei que tudo o que eu preciso fazer é pedir ajuda, ter mais paciência em pesquisar tutoriais, respirar fundo e focar na resolução daquele problema, marcado praquele dia. Se eu ficasse 8 horas por dia em uma empresa eu faria isso tranquilamente, por mais que eu ficasse ansiosa e insegura, e, consequentemente, traria retorno em dinheiro pra empresa, então porque diabos não vou fazer por mim?

QUERER FAZER TUDO SOZINHA

Meu maior pecado e eu não consigo me livrar disso. Tá aí uma parada que eu não sei exatamente o por quê de ser tão extrema em mim, mas eu reluto muito em aceitar ou pedir ajuda (apesar que admitir isso como um problema já é um passo). Acho que é uma mistura de ego com medo de conseguir retribuir quem está me ajudando. A questão é, quando as pessoas se ajudam as coisas são mais produtivas… e mais pra frente eu quero parceiros comigo, mas ainda não me sinto pronta pra contratações, sociedades e outras formas de comprometimentos sérios no campo profissional.

Hoje mesmo me peguei travada entre: fazer os layouts das páginas sobre do blog, sair pra tirar umas fotos desses dia maravilhoso, Customizar o tema da lojinha online de convites que estou fazendo. Decidi pelo último e aí surgiu um imprevisto com o servidor e tive que mudar o plano.

Enfim, a sensação de fazer uma coisa pensando em todas as outras que tem pra serem feitas e com o feeling que que está dando prioridade pra tarefa errada é tenebrosa. Algumas pessoas tem uma facilidade surreal de delegar tarefas e se organizar, e pra mim essa definição de prioridades é uma das partes mais complexas em trabalhar sozinha.


Vou tentar falar mais sobre bloqueios mentais aqui. Me sinto útil mesmo que alcance tipo duas pessoas. E mesmo que nem eu mesma ainda tenha conseguido resolver totalmente o problema pra mim, só de saber as causas já me sinto bem mais leve. Espero que isso sirva pra outras pessoas também. 🙂